fbpx

Descubra quais são as funções do cuidador domiciliar

Saber quais são as principais funções do cuidador domiciliar é essencial para ajudar a família em momentos importantes e que exigem atenção e cuidados especiais. Assim, contar com o apoio desse profissional pode trazer maior segurança e bem-estar ao idoso.

Tendo isso em vista, o objetivo deste artigo é apresentar, na prática, como um cuidador de idosos pode auxiliar nas tarefas de rotina de seu ente querido. Confira, então, a importância desses profissionais e entenda por que o Ministério da Saúde recomenda a contratação deles. Boa leitura!

Veja as principais funções do cuidador domiciliar

Esse profissional pode auxiliar em todas as atividades do dia a dia do idoso. Como nem sempre os familiares têm tempo disponível e habilidades técnicas necessárias para exercer algumas tarefas específicas, a contratação de um cuidador torna-se uma excelente alternativa.

Cuidar da higiene pessoal

Em algumas situações, principalmente quando o idoso é acamado, ele não consegue executar algumas tarefas sozinho. Muitas vezes, ele necessita de apoio até mesmo para realizar a própria higiene pessoal.

Por isso, é necessário ter alguém para ajudar em atividades como ir ao banheiro, tomar banho, alimentar-se, escovar os dentes e pentear os cabelos. Quando o idoso está em recuperação de alguma cirurgia ou é cadeirante, o cuidador é ainda mais essencial para garantir todos os cuidados ao seu ente querido.

Ajudar no controle com a saúde do idoso

Devido à importância dessa profissão e à valorização desse profissional no mercado, os cuidadores são considerados como um braço forte para auxiliar os familiares em todas as questões relacionadas à saúde e ao bem-estar do idoso.

Tarefas como o agendamento de consultas e exames, tanto na esfera pública como no plano de saúde particular, podem ser incluídas nas responsabilidades do cuidador de idoso familiar.

Organizar a agenda 

Esses profissionais também têm boa capacidade de organização e de otimização da agenda do idoso. Exige-se, pois, um cuidado especial para não atribular a agenda dele, de modo a não cansar nem estressar o idoso com muitas responsabilidades e compromissos em um mesmo dia.

Promover condições favoráveis à saúde emocional do idoso

As próprias características naturais que acompanham o envelhecimento sugerem a necessidade de cuidar do aspecto emocional do idoso.

Priorizar atitudes positivas frente aos problemas, disponibilizar atenção e demonstrar carinho é fundamental para assegurar maior tranquilidade nessa fase da vida.

Logo, um cuidador profissional precisa ter essa percepção e essa sensibilidade a fim de promover condições para que o idoso tenha uma vida mais tranquila. A estabilidade emocional torna o ambiente mais pacífico e ajuda a melhorar as relações entre o idoso e seus familiares.

Auxiliar com os horários dos remédios

Além de ser um auxiliar para atividades domésticas e questões da rotina, como lavar roupas de cama e limpar e organizar os objetos do idoso, o cuidador também precisa estar atento aos horários das medicações.

Manter e separar os remédios adequadamente e cuidar para que sejam administrados na hora certa é um ponto importante no cotidiano das pessoas idosas.

Nessa etapa da vida, nem sempre as pessoas têm boa memória para lembrar de tudo o que precisam. Nesse sentido, o cuidador de idosos deverá se responsabilizar pelo horário das medicações.

Acompanhar o idoso ao médico e a outras atividades

O cuidador também pode acompanhar o idoso durante consultas médicas, fisioterapia, atividades físicas como caminhadas e, até mesmo, nas viagens.

O perfil do idoso brasileiro está mudando. A nova geração de idosos no país está cada vez mais envolvida em atividades que tornam o envelhecimento mais ativo e saudável. Assim, esse profissional está apto para acompanhar idosos em atividades de socialização. Na terceira idade, a integração social é uma importante medida para evitar depressão e promover a saúde mental e física.

Por isso, o Ministério da Saúde e a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) da profissão cuidador de idoso familiar recomendam que essas funções sejam exercidas por profissionais com formação e experiência no ramo. Logo, quem tem idosos na família deve estar atento a essas orientações a fim de assegurar mais saúde e qualidade de vida aos seus entes queridos.

Gostou deste artigo sobre as funções do cuidador domiciliar? Entre em contato com a Alphacare, obtenha mais informações e solicite uma avaliação gratuita de nossos serviços!



× Como podemos te ajudar?