fbpx

Como contratar um cuidador de idosos?

Os avanços na medicina tem aumentado a expectativa de vida do ser humano no mundo inteiro. No Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 2012 e 2017 a população de idosos cresceu 18%, chegando a mais de 30 milhões.

Esses dados mostram que em algum momento será inevitável, para as famílias brasileiras, saber como contratar um cuidador de idosos com segurança. Afinal, ninguém quer ver seus entes queridos passando por dificuldades no dia a dia durante o processo de envelhecimento.

E é este o papel do profissional cuidador de pessoas, que está se tornando cada vez mais importante: garantir o bem-estar e a qualidade de vida do idoso, mesmo com as limitações trazidas pela idade. É no momento que elas começarem a surgir que o cuidador de idoso deverá ser contratado.

Então, para garantir uma boa escolha, veja, a seguir, quais critérios você deverá levar em consideração na hora de contratar um cuidador. Confira!

como-contratar-um-cuidador-de-idosos

Dicas de como contratar um cuidador de idosos

Capacitação

Na prática, o trabalho do cuidador de idosos é fazer companhia, cuidar da sua higiene pessoal, da alimentação, dar as medicações nos horários corretos, acompanhá-lo em visitas médicas e exames e supervisioná-lo durante a realização das atividades que ele prefere fazer sozinho, sem tirar a sua autonomia.

Parece uma tarefa simples, mas se o profissional for capacitado, a realizará com muito mais facilidade e segurança para ele e para o idoso de quem cuida. O cuidador não precisa necessariamente ser técnico em enfermagem, mas já existem diversos cursos de capacitação específicos para cuidadores de idosos.

Nesses cursos para cuidador de idosos ou pessoas, o profissional recebe noções de como fazer a alimentação e hidratação, cuidar da higiene corporal e oral, da pele e como agir com as medicações de rotina. Além disso, o cuidador aprende sobre as alterações fisiológicas no organismo durante o envelhecimento, prevenção de acidentes e, desenvolve habilidades para ter uma maior interação com o idoso de maneira atenciosa e respeitosa etc.

Portanto, dê preferência ao cuidador que tenha feito algum curso e, se possível, verifique se o programa de ensino da instituição é compatível com as necessidades de quem precisa do serviço.

Experiência

Além da capacitação, a experiência profissional na área é de extrema relevância. Até para que você tenha onde buscar referências sobre a atuação do candidato como cuidador. Porém, se ele trabalhou em outras áreas antes de se tornar um cuidador de idosos, convém verificar o motivo da mudança.

Outro ponto importante no quesito experiência é que, em muitos casos, a prática ensina tanto ou mais que o curso. Portanto, o seu ente querido terá o auxílio de alguém preparado e que já desenvolveu novas habilidades, devido a experiências prévias.

Capacidade de organização

Por mais que a pessoa tenha estudado e acumulado alguma experiência em empregos anteriores, se ela não for organizada, acabará afetando também a vida do idoso. Além disso, a probabilidade dele cometer um erro na hora de dar um remédio, por ser uma pessoa desorganizada, por exemplo, é bem maior.

Ele precisará ser capaz de se adaptar à rotina e aos hábitos da família, mesmo que seja diferente de outras casas onde já tenha trabalhado. Sem a capacidade de se organizar, essa adaptação será bem mais difícil.

Higiene pessoal

Observar a higiene pessoal do candidato também é muito importante no momento da seleção, afinal, ele será o responsável pelos cuidados com o asseio do idoso. Se ele não cuida da própria apresentação, será capaz de cuidar da de outra pessoa?

Por isso, preste atenção à limpeza das roupas, ao aspecto das unhas, dos cabelos, dos dentes e, até mesmo, se ele tem algum cheiro desagradável.

Recomendações

Esse é um dos critérios mais importantes de como contratar um cuidador de idosos e deve ter um grande peso na sua decisão. Se o candidato chegou até você por recomendação de alguém de sua confiança, ele já tem um ponto a favor.

Mas não se limite a essa recomendação, procure por antigos empregadores que possam falar mais detalhadamente sobre a conduta e a personalidade do candidato. É ideal saber também o motivo de saída de empregos anteriores, para evitar a rotatividade, afinal, a tendência é que se crie laços de afeto entre o cuidador e o idoso.

Personalidade

A personalidade do cuidador de idosos é um fator que conta muito, pois, em alguns momentos, ele precisará ser assertivo, porém sem melindrar o idoso. Terá que ser capaz de conquistar o respeito, sem ser temido pelo paciente.

Para isso, é importante que ele tenha características como paciência, calma, segurança, simpatia, força física e mental e, principalmente, capacidade de ser compreensivo com as limitações e variações de humor da pessoa de quem está cuidando.

O cuidador de idosos vai ter um papel de grande relevância ao fazer companhia ao paciente, já que casos de depressão na terceira idade são bastante comuns devido à falta de interação social e atenção.

Desenvoltura durante a entrevista

Observe a desenvoltura do candidato durante a entrevista, procurando fazer perguntas ou criar situações capazes de revelar como ele se portará diante de situações difíceis ou comportamentos atípicos do idoso. Interrupções propositais de terceiros à entrevista pode ser uma boa tática.

Entreviste ao menos três profissionais e avalie os principais pontos em relação ao desempenho durante a interação — pois, assim, selecionará aquele que se mostrar mais qualificado.

Identificação com o idoso

Outro fato de extrema importância é a aceitação do idoso, afinal, é a pessoa com quem ele passará a maior parte do seu tempo. Portanto, é preciso que haja identificação entre eles. Claro que, em alguns casos, a rejeição por parte do idoso pode ser parte do seu quadro, mas tudo isso deverá ser levado em conta na hora de fazer a escolha definitiva.

Valorizar profissionais qualificados conforme a previsão da legislação de regulamentação da profissão do cuidador de idoso é uma prevenção contra problemas futuros. Além disso, não deixe de se manter informado sobre as novas regras para contratação desses profissionais, levando em consideração que todo profissional contratado diretamente deve ser registrado sob as normas da CLT.

Mesmo que você já tenha entendido como contratar um cuidador de idosos, é mais prudente buscar esse tipo de profissional em empresas especializadas, como as de home care, que são capazes de oferecer um serviço completo, uma equipe treinada e qualificada, além de não ter que se preocupar em registrar o profissional para evitar problemas trabalhistas.

Se você precisa de uma profissional para cuidar de idosos em sua casa, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar você nessa tarefa tão importante e delicada.

No Comments

Post A Comment

× Como podemos te ajudar?