fbpx

Perda de apetite em idosos: como lidar?

Ter uma boa alimentação é essencial para a saúde e o bem-estar de pessoas de qualquer idade. Por esse motivo, ao ser identificada a perda de apetite em idosos (ou seja, quando a pessoa tem menos vontade de comer), é necessário estar atento às eventuais causas desse sintoma.

Nesse sentido, elas podem estar ligadas a doenças físicas ou psicológicas ou ainda serem decorrentes do próprio processo de envelhecimento. Com a minimização de sentidos como olfato, tato e paladar, a perda de interesse pelo alimento é normal. Além disso, existe a questão das alterações fisiológicas que mudam a forma de a pessoa se alimentar.

Pelo fato da perda de apetite ser um problema para garantir uma boa qualidade de vida ao idoso, e poder provocar eventuais complicações, é importante que você saiba como agir caso ela aconteça. Então, continue a leitura e saiba mais sobre o assunto! 

Quais são os problemas provocados pela perda de apetite em idosos?

Como já foi dito, a perda de apetite pode causar sérios problemas de saúde ao idoso. A boa notícia é que, quando essa situação é tratada adequadamente, isso fará com que ele fique bem em pouco tempo. Entre as principais complicações estão:

  • fadiga extrema;
  • febre;
  • desnutrição;
  • alterações hormonais;
  • aceleramento dos batimentos cardíacos;
  • irritabilidade;
  • insuficiência renal, entre outros.

Como estimular o idoso a comer?

Existem algumas dicas que podem ser aplicadas para estimular a pessoa de terceira idade a comer melhor. A seguir, veja quais são!

Ofereça pequenas porções

Comer muito não é sinônimo de se alimentar bem. É necessário que o idoso tenha o hábito de comer de três em três horas, com o objetivo de assegurar uma energia constante e simplificar a ingestão dos nutrientes no decorrer do dia. Dessa forma, é possível dividir a alimentação diária em pequenas porções.

Diversifique o cardápio

É essencial procurar por alternativas de alimentos que agradem ao paladar do idoso, afinal, o momento de comer precisa ser prazeroso. Comer o mesmo alimento sempre pode se tornar enjoativo, fazendo com que a pessoa perca o interesse em se alimentar.

Ofereça pratos coloridos

O oferecimento de pratos coloridos, além de contribuir para uma maior variedade de alimentos, melhora a aceitação por parte do idoso. É importante ter em mente que todo mundo precisa de uma oferta diária de proteínas, carboidratos, vitaminas, sais minerais, água, entre outros nutrientes primordiais para o funcionamento adequado do organismo e a manutenção da saúde.

Adeque a dieta

Você pode facilitar a digestão ao oferecer alimentos de fácil consumo, por exemplo, purês, sopas, vitaminas etc. Um nutricionista pode ajudar na criação de um cardápio adequado e nutritivo, além de avaliar a necessidade de se receitar um suplemento nutricional para fortalecer a dieta.

Qual é o momento de buscar auxílio médico?

É fundamental buscar ajuda médica quando o idoso começar a perder peso de forma rápida, sem motivo aparente. Além do mais, procure um profissional caso entenda que a perda da fome está ligada a casos de depressão ou algum tipo de doença. As pessoas de terceira idade correm mais riscos diante desse sintoma, já que a desnutrição acontece de forma mais rápida, deixando-os fracos e fadigados.

A perda de apetite em idosos deve ser vista com seriedade, e suas causas precisam ser investigadas por meio de avaliação clínica, dos sinais e sintomas e do histórico do paciente, além de precisar ser tratada com rapidez.

Conseguiu entender os riscos da perda de apetite em idosos? Então, fique atento aos sinais e, caso isso se torne um problema frequente, é muito importante buscar por auxílio médico. Faça o possível para propiciar à pessoa da terceira idade uma alimentação prazerosa e adequada, de modo a mantê-la bem alimentada e com a saúde em dia.

Gostou deste conteúdo? Aproveite sua visita no blog para assinar nossa newsletter e receber todas as novidades em primeira mão!



× Como podemos te ajudar?