fbpx

Aprenda em 5 passos como lidar com idosos com demência

Devido ao aumento do envelhecimento da população e considerando que estudos afirmam que o número de pessoas com doenças desse tipo deve chegar a 76 milhões em 2030, sendo Alzheimer a mais comum, passa a ser bastante importante saber como lidar com idosos com demência.

Em linhas gerais, a demência engloba as doenças degenerativas que estão relacionadas à perda do funcionamento apropriado do cérebro. Assim sendo, isso provoca perda de memória, problemas para realizar atividades do dia a dia, alterações comportamentais (por exemplo, agressividade e insônia), entre outros.

Neste texto, reunimos 5 passos que vão ajudar você a identificar os possíveis sinais de demências e a lidar mais adequadamente com a pessoa de terceira idade acometida por essa enfermidade. Acompanhe!

1. Fique atento aos fatores de risco

Vários são os fatores que podem levar o idoso a adquirir demência. Conheça alguns deles:

  • histórico familiar: facilita o risco de desenvolver a doença, mas isso não representa uma regra. Pessoas com alterações genéticas determinadas têm maiores chances de desenvolver algum tipo de demência;
  • idade: o envelhecimento aumenta o risco de demência, principalmente depois dos 65 anos, mas nada impede que ela apareça em indivíduos mais novos.

Além disso, existem outros fatores como:

  • Síndrome de Down;
  • aterosclerose;
  • depressão;
  • diabetes;
  • colesterol alto;
  • bebidas alcoólicas em excesso;
  • obesidade;
  • tabagismo.

2. Observe os sinais e sintomas

Entre os sinais e sintomas mais comuns da demência estão:

  • problemas de comunicação;
  • perda de memória;
  • limitações na coordenação motora;
  • dificuldade para realizar tarefas de rotina;
  • desorientação;
  • alterações de personalidade;
  • incapacidade de estabelecer razão;
  • alucinações;
  • agitação;
  • paranoia, entre outros.

3. Busque o diagnóstico adequado

Caso identifique alguns desses sintomas no idoso, é muito importante buscar por auxílio médico para que o profissional possa fazer o diagnóstico e determinar as causas da doença. A descoberta precoce da enfermidade propiciará a identificação do tratamento mais adequado para reduzir as sequelas da demência, além de dar tempo para que as devidas providências sejam tomadas.

Os médicos mais indicados para diagnosticar a doença são: neurologista, clínico geral ou geriatra. Para diagnosticar adequadamente, o profissional fará diversas perguntas sobre o histórico clínico e os sintomas e realizará exames físicos e laboratoriais.

4. Garanta o tratamento próprio para demência em idosos

A finalidade principal do tratamento é controlar os sintomas da doença. Alguns pacientes precisam se internados por um certo tempo para que isso seja feito com eficácia. É preciso ter atenção quanto à administração dos medicamentos necessários, a fim de tratar das alterações comportamentais provocadas pela perda de capacidade e pelo aumento de confusão, impulsividade e agressividade.

5. Crie um ambiente acolhedor

O apoio da família é essencial para o tratamento da demência e para evitar a piora do quadro do idoso. É necessário estar ciente de que a situação de quem tem uma doença degenerativa só tende a agravar com o decorrer do tempo. Por isso, é importante se adaptar a essa situação e fazer o possível para promover bem-estar e uma melhor qualidade de vida ao paciente.

Para isso você pode adotar uma comunicação mais simples e objetiva, ter contato visual, se manter paciente e incentivar a prática de exercícios físicos para pessoas de terceira idade como forma de fortalecer o sistema cardiovascular, reduzir a perda de função cognitiva e evitar a depressão.

Conseguiu entender como lidar com idosos com demência? Pelo fato do cuidado e do suporte apropriados serem vitais para a manutenção da saúde de pessoas que se encontram nessa condição, uma alternativa é contar com um cuidador de idosos. Isso porque ele é um profissional capacitado e apto a ajudar a conquistar um resultado satisfatório no tratamento.

Quer contar com um bom profissional para cuidar do seu ente querido? Aproveite sua visita, saiba como contratar um cuidador de idosos e acerte na sua escolha!



× Como podemos te ajudar?